quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Borboletas para o seu jardim‏

"No final das contas, você vai achar, não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!" Sábio Mario Quintana que proferiu esta frase.
Mas Deus do céu que mulher nesse mundo tem paciência de esperar por isso? Vivem afobadas procurando aqui e ali, "atirando" aqui e acolá, o que for atingido será bem-vindo, mesmo com defeitos, peças faltando, parafusos a menos, desde que tenha status e olhos azuis, as portas estão abertas.
Essa procura incessante pela metade da laranja, a tampa da panela, o chinelo velho para o pé descalço ( ou seria cansado?), ah, essa procura as vezes cansa, e é ai que vem os choros no final da tarde de domingo, o vazio na boca do estômago, os potes de sorvete e os quilinhos a mais.
Bora para a academia gata, quem sabe lá tu encontra o principe encantado na esteira ao lado, com aquele sorriso luminoso e a barriga de tanquinho, que convenhamos é dura demais, não é aconchegante como uma bela barriguinha saliente.
O mercado esta realmente dificil, e cada vez mais temos saudade do segundo encontro, do primeiro telefonema depois de uma noite daquelas, um olá sem grandes pretensões. Sentimos saudades mesmo é de sermos tocadas e lembradas no dia seguinte. Por isso se explica essa busca alucinada.
Faz o seguinte, de hoje em diante siga sua rotina normal, do trabalho pra balada e vice-versa, fica bem quietinha, siga o que Quintana falou, pare as vezes para respirar e recuperar as esperanças.
Confia em mim, ele vai te encontrar, pare de perder tempo procurando caras que foram feitos para outras mulheres.
Dói? Ô se dói. Mas no final das contas você vai achar, não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Dentro de mim

Talvez dentro de mim ainda exista alguma coisa de bonito, um sorriso talvez, um choro ou um suspiro.
Talvez dentro de mim ainda exista uma menina, uma mulher, uma loba ou uma louca.
Dentro de mim pode existir o vazio, o cheio ou o meio.
Pode ser que exista alguém, ou somente uma imagem.
Dentro de mim pode haver cores, o preto, o branco, a garoa ou o sol.
Talvez dentro de mim seja suave, grave, repleto ou incompleto.
Por que dentro de mim existe tantas, quantas, matemáticas e filosofias.
Dentro de mim posso ser o que eu quiser, posso ser bailarina, inquieta, indefesa.
Dentro de mim pode ser que exista a lei da gravidade, a lei de Murphy, as minhas leis.
Talvez dentro de mim exista resposta para todas as perguntas, o agora ou o nunca.
Dentro de mim existe um quê de liberdade, sem os pés no chão.
Dentro de mim existe tantas faces, que me perco dentro de mim, mas pra ser sincera, não quero nunca me achar.
Me perco dentro de mim, sem medo, é o lugar mais seguro que encontrei até agora.

sábado, 28 de agosto de 2010

Eu tô bem assim!

Tenho que dizer...vivo tendo DR com o meu coração!
A gente senta conversa, e quando viro as costas, esta lá, coração otário fazendo graça novamente.
Mais recentemente resolveu relembrar o passado, é, desenterrou um "objeto de desejo" que foi importante a um tempo atrás e trouxe o mais perto que ele pode da minha realidade.
A gente já falou sobre isso coração, não vou repetir...Eu tô bem assim! Me deixa quieta, parece que gosta de me ver sofrer. Me deixa confusa...
Já tentei entrar em um acordo com você e tentar explicar que meu momento agora é outro, não desenterre meu passado, eu já matei essa dor, não traga ela de volta, não esfregue na minha cara que eu não tentei o suficiente, não me mostre apenas qualidades naquele que eu julguei ser o tal "cafa" da vez.
Sabe Sr. Coração, tenho alguém do meu lado que me faz um bem danado, não trás de volta o que me fez desacreditar que existia amor, não traga de volta o que me fez tão mal.
Não quero barganhar com você, não quero te dar algo para que em troca você simplesmente sossegue e não pule por qualquer um que resolva voltar com o sorriso mais lindo, com palavras de desculpas e arrependimentos...Chega, toma rumo cara!
Essa será a nossa última DR coração, eu juro que ainda faço você entrar no eixo, se comporte, seja um bom moço! Só assim vou conseguir manter você batendo compassado!

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Vire a página!

Você se lembra de quando aprendeu a escrever?
Eu me lembro até hoje como foi difícil, emendava palavras, trocava s por c, x por ch...Borrava o caderno de corretivo ou quando não o tinha, rabiscava e ai virava uma bagunça só. Mas o importante é que ao virar a página do caderno era um jeito interessante de descobrir a graça que há nos recomeços! Ao virar a página, os erros cometidos deixavam de nos incomodar e, a partir deles, a gente seguia um pouco mais crescido.
Na vida é a mesma coisa, o erro tem que estar a serviço do aprendizado, ele não tem que ser fonte de culpas, de vergonhas... Nenhum ser humano pode ser verdadeiramente grande sem que seja capaz de reconhecer os erros que cometeu na vida.
Quantos erros você já cometeu e através deles aprendeu a dar mais valor à uma pessoa ou a uma história?
Penso que aprendemos mais com nossos erros do que com os acertos, que chato seria se tudo desse certo, se conseguissemos tudo com facilidade, se fossemos perfeitos. Eu particularmente acho graça na imperfeição, acho graça em errar para crescer.
Agradeça por não ter um corretivo da vida pra apagar os erros cometidos, pois através dele tu te tornou o ser humano que é, mesmo com rabiscos, fracassos, lembre-se: O caderno da vida sempre nos permite virar a página e fazer do jeito certo! 

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Pire!

Pire!
Esse seria meu conselho de hoje.
Pire pelo menos uma vez por mês ou uma vez por semana, quem sabe.
Pire, mas seja um pirado consciente, isso é possível. Pire no trabalho, pire com os amigos, pire de amor!
Hoje é dia da piração. Sentiu vontade de falar? Fale. Vontade de amar quem nem conhece direito, ame, o amor não tem dessas de "conheça, depois ame".
Pegue suas malas, esvazie sua gaveta, encha seu coração. Hoje é dia de pirar.
Sabe, meter o pé na jaca sem ter com o que se preocupar? Pois é, esta frase vale para o seu dia de piração.
Não escolha datas, recomendo apenas, que pire.
Beije loucamente, abrace efusivamente, sorria sem medo.
Se eu pudesse dizer-te algo hoje diria: - Pire, os pirados são mais felizes!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Quer saber o que eu penso?

Você aguentaria conhecer minha verdade? Pois tome. Prove. Sinta.
Eu tenho preguiça de quem não comete erros.
Tenho profundo sono de quem prefere o morno. Eu gosto do risco. Dos que arriscam.
Tenho admiração nata por quem segue o coração. Eu acredito nas pessoas livres. Liberdade de ser.
Coragem boa de se mostrar.
Dar a cara a tapa! Ser louca, estranha, linda, chata! Eu sou assim.
Tenho um milhão de defeitos. Sou volúvel. Tenho uma tpm horrivel. Sou viciada em gente.
Adoro ficar sozinha. Mas eu vivo para sentir. Por isso, eu te peço. Me provoque. Me beije a boca. Me desafie. Me tire do sério. Me tire do tédio.
Vire meu mundo do avesso! Mas, pelo amor de Deus, me faça sentir... Um beliscãozinho que for, me dê. Eu quero rir até a barriga doer. Chorar e ficar com cara de sapo.
Este é o meu alimento: palavras para uma alma com fome.
Meu coração é minha razão. Essa é a lógica que inventei pra mim.

domingo, 8 de agosto de 2010

Qual vai ser a sua música?

The Blower's Daugther, uma música altamente inspiradora eu diria, ou seria melancólica...bom opiniões a parte, posso confessar que já chorei várias vezes ao ouvi-lá. Certo, dirão os que me conhecem que sou emotiva e choro até com comercial de margarina. Mas me diga você, quantas coisas não fazem você chorar?
Quantas lembranças ou histórias mal resolvidas que te pegam as vezes no meio da noite e fazem com que você pense: - E se fosse diferente?
Quantas músicas, cartas, lugares, perfumes fazem você lembrar do que teve ou do que perdeu?
Nesta música ele diz que os pensamentos dele serão dela até conhecer uma nova pessoa.
Me diz você, quantos amores perdeu e precisou de outro pra curar a ferida?
Quantas histórias curtas, porém, intensas você já viveu?
Me diga em quantas dessas histórias que você vem escrevendo você foi herói ou mocinho? Dama ou vagabunda?
É uma simples música, você pode pensar. Mas me diga, quantas coisas simples dessa vida nos completam, nos fazem pensar e chegar a conclusão que estamos aqui pra escrevermos a nossa história...seja ela simples como essa música ou magnifíca como  "O fantasma da Ópera".

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Tudo o que eu queria te dizer!

Treinei na frente do espelho tudo o que eu queria te dizer. Estou pronta pra olhar nos seus olhos e reclamar da sua ausência, e dizer pra que não faça isso, dói.
Me sinto pronta, escrevi até no papel, vou dizer que você não me merece, que sou muito pra você e que esse seu jeito me incomoda e que sua ausência me desconsola, ah...confuso, contraditório! Mas eu treinei na frente do espelho, fiz até caras e bocas pra me sentir segura.
Minhas mãos estão suando, mas decorei tudinho, vou dizer que você não significa mais nada, que tudo o que passamos...como posso dizer!? "Passou".
Certo, vou dizer que odeio quando você é simpático com outras mulheres, que sua camisa xadrez é ridicula, que esse jeito que você sorri me desconcentra, que o calor das suas mãos me causam arrepios, que essa sua mania de fingir desinteresse mesmo quando tudo foge do controle me tira do sério.
Ah, mas são tantas coisas que vou te falar...você nem imagina quantas e quantas noites fiquei formulando tudo que eu quero te dizer.
E lá vem você, com aquele andar seguro, ar despreocupado, como se tudo estivesse normal.
Vamos lá, enchi meus pulmões...me preparo pra te dizer tudo o que quero e...Droga, você tinha que me abraçar? Tinha que dizer que sentiu minha falta? Que não aguenta minha ausência?
Assim me perco, me confundo e esqueço tudo e lá se vão os treinos no espelho, tudo por água à baixo.
E tudo o que eu ia te dizer se perde no abraço e na falta que você me faz.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Passado

Hoje revirei meu passado, tirei da gaveta as cartas que não mandei, as fotos antigas de amigos que não me lembrava mais. O papel de bala, a flor murcha daquele amor antigo.
Hoje pensei que seria bom rever algumas pessoas de antigamente, jogar conversa fora, falar sobre o que foi bom...Hoje pensei que seria bom se você estivesse aqui, que fosse verdade aquela promessa que nos fizemos!
Me lembrei daquelas tardes em que eramos uma coisa só, o mesmo pensamento, os mesmos sonhos e anseios, os mesmos beijos, abraços e risadas, o mesmo olhar seguindo a mesma direção.
E quando você tinha que ir embora não me doia, por que você era meu, por que eu sabia que me beijaria pela manhã e tomaria banho de chuva, e assistiria meu filme preferido pela décima vez.
Hoje revirei meu passado e me perguntei por que não durou pra sempre como a gente tinha prometido.
Se te perdi definitivamente?Não sei. Mas deixo você adormecer no meu passado e revivo, por que hoje...já não dói mais.

domingo, 18 de julho de 2010

Para onde foi?


Um dia você acorda e percebe que aquele cara que esta do seu lado, não lembra nem de longe aquele que te ganhou na conversa, na gentileza e no olhar.
Você procura embaixo do colchão, atrás da porta e dentro do seu coração. É, não consegue achar nem vestigíos...
Dá um aperto no peito, o momento de partir chegou, vai partir corações, soltar palavrões e provável que alguns objetos voem também.
Mas afinal, onde foi parar o cara bacana, de bem com a vida e que largava o jogo de quinta-feira com os amigos por uma boa transa, seguida de carinhos e promessas de que nunca iria mudar?
Certo, mudanças sempre acontecem, mas onde ele foi parar?
E você olha pra ele ali, dormindo ao seu lado e deseja que as coisas sejam diferentes, e ele dormindo até parece que isso pode mudar...Mas você sabe que quando ele abrir os olhos dará espaço a esse ser que ele se transformou. Culpa sua? Talvez sim...
Mas por que aquele cara que te fazia rir de tudo não volta?
Em que momento ele se perdeu? Foi naquele dia que não lembrou do seu aniversário? Quando não quis te dar carinho? Quando foi prepotente? Quando disse não se importar se você fosse embora?
Ele se perdeu dentro de si mesmo...dentro das próprias vontades, dentro do próprio egoísmo!
O amor que era eterno se perdeu, vocês se perderam e é hora de partir.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Caro Veríssimo!

Meu maior medo é passar por essa vida e não viver, sabe como é?
Aquela frase do Veríssimo me assusta: "Embora quem quase morra esteja vivoquem quase vive já morreu!!!"
Eu não quero "quase viver", eu não quero quase amar, eu não quero quase viajar, quase me envolver, quase conquistar!
Eu desejo coisas completas, complexas, intensas...
Meu medo é passar qualquer dia por mim na frente de um espelho e ver que envelheci e que não tenho histórias pra contar...meu medo é me perder de mim e nunca mais conseguir me encontrar pra realizar as tantas coisas que tenho a fazer!
Eu quero poder dizer que fui feliz realizando algo pequeno, grande, bonito ou até mesmo feio, quero que minha existência por aqui seja feita de experiências, ponto de partida, despedidas, encontros, amores e desilusões. Não se leva só o bom, as coisas não tão agradáveis nos ajudam a crescer! É isso, eu quero crescer, como mulher, como ser humano...Quero poder gritar que passei por aqui e que vivi! Fiz pessoas felizes, fui feliz e triste as vezes, por que a tristeza também é boa!
Caro Veríssimo, tenho medo de sua frase, então quer saber...Eu quero mais é viver!

quarta-feira, 23 de junho de 2010

O pra sempre acaba sim!

Cheguei a pensar que era pra sempre...Juro que acreditei que o pra sempre nunca acabaria!
Acreditei por que era tudo tão perfeito, casinha, mamãe e papai, domingo de sol, café na cama...como acabar com esse conto de fadas? Impossível. Nosso amor tinha até cheiro. Algo que lembra grama, chuva e cobertor quentinho!
Dai certo dia como quem não quer nada você segurou minha mão e olhou nos meus olhos...e disse que já não dava mais! E agora o que faço com tudo que sonhei pra gente, o que faço com o seu suéter amassado no fundo do guarda-roupa? O que faço com os abraços nas noites frias? E o beijo de bom dia? Dá pra me dizer o que eu faço com tudo isso? Embrulho ou jogo fora? Ah, boa idéia peço pra entregar delivery um monte de sonhos destruídos, mando entregar no fim do mundo?
E é simples, você só olha bem nos olhos da pessoa e diz assim: - Acabou!
Certo, da próxima vou treinar meu coração para essas surpresas, vou avisá-lo que pra sempre não existe, que mentiram quando contaram aquela historinha bonitinha "e eles viveram felizes para sempre".
Dá pra fazer parar de doer? A ausência dói...os planos que não realizei são os que doem mais.
Vai aprendendo, um dia você se apaixona, diz eu te amo...e depois de um certo tempo ele pega em suas mãos olha em seus olhos e diz: - Então, preciso ir...a gente não combina mais!
Ai eu te pergunto: - E os pedaços do meu coração? Quem fica responsável por reconstruí-lo?
Óbvio, você mesma...ninguém mandou acreditar em "para sempre"!

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Acerto de contas!

Hoje estou aqui pra acertar minhas contas com você.
Ah, por tanto tempo fui escrava sua, mãe sua, filha sua!
Hoje estou aqui pra te dizer que já não vai mais me guiar, e não vai mais me induzir a desilusão, a tristeza e nem a solidão.
Acreditei por tanto tempo que deveria seguir somente à você, ouvir você...ser você.
Olha bem aqui, ô malandro!...A culpa de todas as minhas lágrimas e de minhas noites mal dormidas é inteiramente sua, não vejo outro culpado em todas as minhas histórias que não seja você, as evidências são fortes demais para serem descartadas ou ignoradas.
E todas as vezes que tentei fingir que você não existia você ficava lá com aquela cara de "não me ignora que isso não vai dar certo".
Ah, que raiva tenho de você por ter me fazido perder tantas coisas boas...e olha que as pessoas sempre disseram que seria bom segui-lo. Se eu soubesse que grande vilão você era talvez não tivesse sofrido tanto.
Mas não me leve a mal não...Hoje encontrei uma companheira pra você!
A partir de hoje CORAÇÃO, você só me comanda com a ajuda da RAZÃO! Sem mais, hoje acerto minhas contas!

sábado, 12 de junho de 2010

Não me pergunte!


Quando eu falo não é de você, quando choro não é por você, meu riso muito menos é por sua causa.
Quando olho sem ver...Sabe aquele olhar que tantas vezes me questionou?
Olho pra mim mesma, vejo em que me transformei e no que ainda vou me transformar, sou um ser em constante mutação, vivo em um mundo que me cobra mudanças. E você ainda me pergunta se mudo por você?
Não...Mudo pelo mundo, mudo por mim, mudo pelos dias e pelas noites que ainda tenho e pelos caminhos que sigo e ainda seguirei. Pelas palavras que disse e para as que ainda vou dizer.
Mudo por que mudar me faz crescer, e não...não mudo por você!
Quando eu falo, quando choro ou quando sorrio, tudo isso é por mim, simplesmente por mim. Sou feliz, infeliz, covarde, valente, sem jeito ou uma lady...Mas tudo isso por mim e não querido, não é por você!
Não pergunte o por que do meu olhar, o por que das ruguinhas de preocupação, do sorriso vazio ou da cara de paisagem, será sempre por mim, primeiro por mim, não se sinta o centro de meu mundo e nem a razão de minhas mudanças...Eu mudo, sempre, mas mudo por mim!

domingo, 30 de maio de 2010

Como é ser amada?


Esses dias me vi pensando, querendo e desejando...ser amada!
Deve ser bacana ser amada, deve ter gosto de baunilha, deve ter graça acordar segunda as 6:00 da manhã e saber que tem alguém pensando em você.
Não sei se já fui amada um dia, alvo de paixões sei que fui, foram inconstantes, desenfreadas e no final lembro que teve muita lágrima. Mas amada? Não sei ao certo.
Quando somos amadas recebemos flores? Ligações de bom dia? Mensagens na madrugada, dizendo que adora seu cheiro depois do banho?
Eu amei uma vez, quando estava no primário, foi o amor mais puro que já tive, dividiamos o lanche na hora do intervalo e eu achava a lancheira do Batman dele a mais bonita de todos os garotos, e ele sempre me trazia florzinhas que roubava da casa do caseiro do colégio...Era mágico, que pena que acabou por causa da loirinha do olho verde que sentava na carteira ao lado!
Como é ser amada? Tem cor de alguma coisa? Rosa? Lilás talvez?
Ser amada é ser protegida? Acariciada?
Afinal, o que é o amor? Sei que ele deve causar coisas pra lá de estranhas ou inusitadas, por que percebo que as pessoas ficam mais leves, mais felizes, realizadas talves.
Sei que quero ser amada, quero amar, pode até ser um carinha com a lancheira do Batman, pode roubar flores por ai e pode me mandar mensagens na madrugada, pode dizer que me ama...Só não vale me trocar pela loirinha da carteira ao lado!

terça-feira, 25 de maio de 2010

Ponto G!


Você vive dizendo por ai que sabe como tocar uma mulher, vive dizendo para seus amigos que ela não te larga pela transa que você oferece, e com um risinho diz que se um homem quiser levar a mulher aos céus, ache seu ponto G. Xeque-mate!
Você entorna o resto de cerveja e diz que vai encontrar sua garota, pra mais "uma noite daquelas".
Ela do outro lado da cama ficou esperando a tal "noite daquelas" e nem precisaria encontrar seu ponto G. Ela só queria um abraço, uma piada pra descontrair, uma música talvez, nem precisaria de uma chupada daquelas, nada disso, ela só precisava de um sorriso seu, sincero pra variar!
Só queria que você elogiasse os três dedinhos de corte de cabelo, o perfume novo...e o sorriso novo que ela reservou para aquela noite, e nem precisava encontrar seu ponto G!
Naquela noite, ela só precisava que você fosse o que vive dizendo aos seus amigos, que realmente a levasse aos céus. Sabe o que leva uma mulher aos céus? Carinho, respeito, beijo na chuva, chocolate e gargalhada, uma pitadinha de amor pra complementar. Ela só precisava disso.
Do outro lado da cama em uma distância segura, ela desejou que você realmente soubesse como tocar uma mulher!

domingo, 23 de maio de 2010

Sobre café e amor

- Toma um café, hoje vou te dizer o que sinto!
- Nem de café eu gosto! Mas vamos falar de amor?
- É, de alguma coisa que estou sentindo mas nem sei definir o que é, só sei que quando olho pra você dá vontade de comer marshmallow e recitar Pablo Neruda.
- O café esta amargo!
- A minha vida também andava amarga, mas você apareceu por ai com esse jeito de menina, com esse perfume de...cheiro de algo que nunca senti, e essa voz que me faz querer ouvi-lá a noite inteira, a vida inteira.
- Passa o açúcar!
- Tá ai garota, adoça meus dias! Amo amar cada pedacinho seu, quando você ri eu ouço sininhos!
- Homens dizem isso hoje em dia?
- Eu digo, e digo mais, não sei o que dizer quando olho pra você, me falta palavras, me falta o ar, a única vontade que tenho é de te proteger e te fazer mulher!
- Sabe, definitivamente não gosto de café, o cheiro me enjoa! Te falta o ar?
- É, me falta o ar, o chão e mais um tanto de coisas garota.
- Vou te dizer do que gosto, gosto do abraço, do afago e do apego, de Pablo Neruda e marshmallow. Gosto das suas mãos, dos seus braços e do seu sorriso! Ouço sininhos quando me beija e quando me faz mulher. Mas me promete uma coisa?
- O que quiser.
- Me fale de amor, me faça mulher, mas não me chame pra tomar café!

domingo, 16 de maio de 2010

Alguém assim...

Eu andava por ai meio perdida, de repente você me achou e eu achei graça disso tudo, esses encontros sem querer, sem razão, encontros por ai.
Te olhei assim e pensei que talvez fosse mais uma brincadeira, algodão doce ou paixão, amor, sei lá o que.
Dei as minhas mãos, os meus beijos, minha noite e meus suspiros, te olhei dormir e me fez bem.
E eu pensei assim, alguém como eu, merece alguém como você? Eu só estava ali parada em um lugar qualquer, em um dia qualquer, ostentando um sorriso qualquer e de repente vem você e decide me querer e vira minha vida de pernas pra o ar como dizem por ai. Sabe, minha vida tava arrumadinha igual beata no domingo, você desarrumou minha ordem, coloriu meu dia, é a desordem mais perfeita que alguém pode querer. Me acho no seu perfume, no seu abraço e na sua companhia, me acho em você.
E eu que só andava perdida por ai...

domingo, 9 de maio de 2010

E que seja sem você!


Em primeiro lugar amor, não te quero mais!
É, por muito tempo tenho tentado te dizer, mas você fingiu não me ouvir, tentei ser sutil, fiz gestos impacientes para que você notasse, mas como sempre, passou despercebido. Hoje chego pra você com uma placa luminosa e anúncio de supermercado, "JÁ NÃO TE QUERO MAIS".
Confesso que fui feliz com você, amei verdadeiramente, aprendi a dividir meu espaço, minha vida, meu calor...Mas agora tá chato, já nem vejo mais graça nas suas piadas e nesse jeito despreocupado de ser, seu beijo já não me causa arrepios e dormir abraçado não me protege, apenas me sufoca.
Sei que pode ser um pouco tarde, mas eu tentei te dizer, escrevi no box do banheiro, deixei post it no pc, gritei no meio da noite, mas nesse seu jeito desligado de ser, você não quis me escutar.
Não tente me falar que tudo vai mudar e que a gente vai ser feliz daqui pra frente, o meu "daqui pra frente", vai ser agora e vou sem você!
Vou escrever uma nova história, dentro dela ainda não sei qual será o meu papel ou o que irei representar, mas de sua participação não preciso mais, nem como figurante.
Raiva eu não tenho, somente indiferença, essa história eu quero apagar. Se fui feliz? Sim, eu fui feliz, mas não vivo de passado, só quero o meu presente...e que seja sem você!

domingo, 2 de maio de 2010

Eu vou me permitir...

Eu vou me permitir dizer muitos nãos, e a ouví-los também.Eu vou me permitir dar muita risada,mesmo que as pessoas em volta não saibam meus motivos!
Eu vou me permitir errar, me arrepender e tirar disso uma lição de vida.Eu vou me permitir não fingir uma auto-sufiência que eu não tenho. Eu vou me permitir deixar as lágrimas cairem livremente, para que a tristeza vá embora com elas.
Eu vou me permitir ser menos prepotente e aprender a enxergar os outros sem cobrar deles a perfeição que eu não tenho.Eu vou me permitir fazer coisas inusitadas; cantar, dançar, pular e andar na chuva sem pressa.
Eu vou me permitir deixar as portas abertas para que a felicidade não se acanhe quando chegar e entre sem cerimônia...

domingo, 25 de abril de 2010

Se me olhar assim...

Se eu te olhar agora posso ser capaz de prometer que serei a melhor coisa que já te aconteceu na vida. Vou prometer que nunca vou te irritar, nunca vou te tirar do sério e jurar que serei a criatura mais dócil na TPM.
Se eu olhar pra os seus olhos agora, vou te dizer que quero te beijar a vida toda, se eu te olhar agora, posso te fazer juras de amor eternas e dizer que vou aprender lavar, passar e cuidar do papagaio e do periquito.
Se você vier mais uma vez com esse jeitinho, sou capaz de jurar que duendes existem, que o céu esta mais perto hoje, e que posso tocar uma estrela, até te dar uma se você quiser, por mais brega que seja ser extremamente romântica.
Se me olhar assim, ouço um disco todinho das baladinhas mais meladas de todos os tempos e me derreto por você.
Se me olhar mais uma vez, posso te prometer muitas coisas, mas enquanto esse para sempre durar, eu só posso prometer que te farei feliz e confessar com jeitinho que tenho inúmeros defeitos e que ainda não consigo roubar estrelas e o pior, nem sei cozinhar!

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Ele nem é perfeito

De repente você descobre que ele nem é perfeito. Primeiro parte do principio que pessoas perfeitas não existem.
Certo, mas como você esta apaixonada nem percebe, acha lindo até quando ele arrota, quem dirá, perceber que ele é o maior mala que já cruzou o seu caminho.
Inicialmente você achava uma graça aquelas brincadeiras fora de hora, achava que ele tinha senso de humor, achava perfeito fazer massagem nele, até o dia em que se dá conta que ele nem sequer retribuia.
Achava moderno dividir a conta, até perceber que ele nunca tinha feito um jantar a luz de velas por conta dele mesmo.
Era uma graça ele deixar alguma peça de roupa na sua casa, até que um dia você se viu a própria lavadeira do rapaz, entre tantas outras coisas que te fizeram perceber que ele tinha inúmeros defeitos, aliás, mais defeitos do que qualidades.
Mas foi tão dificil perceber que príncipe encantado não existe, é tão dificil quando apostamos todas as nossas fichas em um relacionamento, e no final percebe que tudo foi em vão,ou seja, foi bom enquanto durou, ou foi bom até você acordar do transe.
É isso Cinderela, a realidade bateu em sua porta, o cara bonitão e cheio de senso de humor, na verdade é o vilão da história, o tal que despedaça corações e ainda deixa uma cueca suja pra você lavar!

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Bem-me-quer

Ela titubeia, faz bem-me -quer, mal-me-quer, suspira, morde os lábios.
Faz planos de um amanhã melhor, soluça baixinho, pensa nele.
Ele na verdade tem ocupado grande parte de seus pensamentos nos últimos tempos, aquela sensação boa de ter em quem pensar, do que lembrar. Lembrança boa de umas das tardes quando se amam, se tocam e se desejam.
Suspira novamente e se lembra de quando ele sorri, do abraço do beijo, do cabelo bagunçado, do jeito de moleque.
Na roupa ainda fica seu cheiro. E a saudade vai apertar, 24 horas longe já é demais, vontade de ficar pra sempre até enjoar.
Pouco tempo pra dizer se é pra durar, pouco tempo pra dizer se a rima vai combinar, ou se a canção vai desentoar.
Bem-me-quer, fica aqui e vamos ver no que vai dar!

domingo, 18 de abril de 2010

Do que sou feita

Sou feita de carne, ossos, sonhos e ilusões.
Sou feita de espera, encontros e decepções.
Sou feita de juízo, desperdício e irritação.
Sou feita das músicas que ouço, dos amigos que cultivo, das risadas que provoco e de lágrimas que compartilho.
Sou feita de amores conquistados, paixões descontraladas e beijos desvairados.
Sou feita de minha mãe, meu pai e confusões.
Sou feita dos diários da adolescência, das lágrimas derramadas pelo garotinho do segundo andar.
Sou feita de mim, geniosa, meiga, louca, volúvel, inconstante, fora de órbita, bala de goma e balão de gás.
Feita assim de tantas coisas, as vezes me confundo e não sei se sou sol ou lua, mar ou imensidão!
Cada dia me reinvento.

sábado, 17 de abril de 2010

Amores breves de metrô

Por muito tempo ela andou por ai achando que o tal do amor não existia, que era coisa de cinema, ou só para seres elevados.
Amores breves de metrô, esses ela teve vários, mas ele sempre chegava ao fim na próxima estação, amores de uma noite só, de uma semana até.
Acreditava ser uma ponte para que os caras encontrassem um novo amor, que claro, não era ela.
Era só um ombro bom, um porto seguro pra curar a dor dos outros, mas no final das contas fechada em seu quarto com o coração aos pedaços, não tinha ninguém pra lhe dizer que tudo ia ficar bem, que o tal do amor existe sim, e que um dia ia bater a sua porta.
Sonhou que aquele cara do momento seria o tal portador da coisa boa do amor, e ele até foi, durante um mês, arriscando dois meses, ele a fez feliz, mas depois chegou a hora de ir embora, a hora de dizer que ela não era o que ele esperava, era boa demais para ser verdade, era inteligente, extrovertida, sexy até, mas que ele estava em "outra fase", oras, ela pensou: - E agora homem também tem fases?Pensei que era só a lua.
Pois é, e lá ia ela ajuntar todos os pedacinhos de seu coração, se refazer da mágoa, dos sonhos perdidos, tentar conviver com a idéia de outro amor frustrado.
Mas o bom de tudo isso, é que com o tempo ela criou uma certa "imunidade", não sofre mais por coisas atoas, não se encanta mais por qualquer sorriso bonito ou por qualquer individuo que abra a porta do carro. O bom, é que agora ela só vai amar se for de verdade...o bom é que apesar de tudo, ela ainda acredita no tal do AMOR!

terça-feira, 13 de abril de 2010

O que as mulheres querem

Lendo a revista Nova me deparei com uma matéria entitulada " O que as mulheres querem", o professor norte americano de economia do comportamento (pois é, isto existe) Dan Ariely, utilizou a função de autopreenchimento do Google e descobriu exatamente o que uma garota gostaria que um homem fizesse. Nesta lista foi citado: propor casamento, passar mais tempo junto, ser mais romântico, ser mais afetuoso, "durar" mais tempo na cama, entre outras coisas.
Bom, para descobrir isso não precisaria nem do Google por que é muito óbvio que uma mulher gostaria que o homem fizesse tudo isso que foi citado.
Mas não seja por isso, eu complementaria essa lista com muitas outras coisas, segue:
- Viajens românticas pelo menos duas vezes ao ano;
- Surpresas em datas inesperadas;
- Jantar a luz de velas em um restaurante chique uma vez por mês;
- Carinho nos cabelos antes de dormir;
- Entender quando eu disser que estou com dor de cabeça e não é por que não te amo mais ou por que tenho um amante, é que realmente estou com dor de cabeça;
- Orgasmos duplos;
- Dividir um sorvete;
- Nunca em hipótese alguma, mesmo que eu esteja, não diga que estou gorda;
- Ofereça chocolate na TPM;
- Ofereça beijinho na TPM;
- Me dê um abraço e cale a boca quando eu estiver de TPM;
- Sinta ciúmes, valoriza o ego da mulher, desde que não seja em excesso;
- Elogie;
- Elogie parte 2;
- Seja companheiro;
- Durma de conchinha no inverno, no verão, outono e primavera, a gente gosta da sensação de proteção que esse ato proporciona.
Poderia ficar aqui citando muitas outras coisas que gostariamos que um homem fizesse, falasse, recitasse.
Mas na verdade todas nós sabemos o que queremos de vocês, queremos somente amor com cobertura de chocolate e uma cereja pra completar, simples assim!


quinta-feira, 8 de abril de 2010

A gente combina...

Quero você de presente embrulhadinho em um papel cor-de-rosa, meio demodê, mas é assim quando penso o quanto quero você.
Até rimas eu faço, e mesmo sendo infantil, escrevo seu nome junto ao meu pra ver no que vai dar.
Mas eu acho que vai dar samba, a gente combina, até mesmo sem querer, nos gestos, afetos, abraços e amassos. A gente combina porque...Bom, não sei o porque, sei que simplesmente eu combino com você.
A gente se completa feito feijão com arroz, goiabada com queijo, gripe e Benegripe, TPM e chocolate!
Cara eu combino com você, é até bonito de se ver, andando de mãos dadas, dividindo banheiro e sabonete, toalhas e sonhos, cama e travesseiro.
Eu que achava que meu cúpido era cego ou que meu príncipe tinha caido do cavalo e estava em coma, de repente aparece você e eu pensei no momento que te vi: - Meu cúpido fez transplante de córnea e resolveu acordar meu princípe!
O meu melhor presente, meu caso sério, por você ouço até Roberto Carlos. Te levo no meu calhambeque broto e trago você pra minha vida sem data marcada pra voltar!

terça-feira, 6 de abril de 2010

Deixa entrar

"Não, meu bem, não adianta bancar o distante: lá vem o amor nos dilacerar de novo..."
Suspirando leu a frase de Caio Fernando e foi pensar no amor. É, ele bateu em sua porta novamente, fresquinho como um pão francês pronto pra receber uma manteiga e se derreter todinha!
Chegou assim de repente, nem pediu licença e já invadiu a sala vazia do seu apartamento e tudo ficou mais quente, mais colorido, até acordar na segunda-feira faz sentido, tudo culpa do amor, tentou fingir que não era com ela, tentou ignorar as rosas, o balão, o céu e a confusão.
Pensou consigo mesma: - Já conheço essas sensações, só pode ser amor! Lá vem ele me assombrar novamente, passar o mel na minha boca e ir embora! Desolada.
Vai se entrega, uma voz dizia assim.
O amor esta ai pra ser sentido, ser tocado e mastigado, amor louco, amor puro, é amor, só pode ser amor.Fugir pra quê? É bom sentir a perna tremer, a mão suar, o coração palpitar, mimar, transar, fazer loucuras por ai.
É bom ter com quem contar, olhar a chuva e parafrasear um poema só pra agradar.
Se é pra ser dilacerada que seja de amor, abre essa porta deixa ele entrar e prometa que vai ser feliz, independente do tempo que durar!

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Possibilidades!

Dizem que nós mulheres somos de Vênus, ok, mas por quê? Esta ai uma pergunta que não quer calar.
Vamos as possibilidades:
- Nós sangramos todos os meses no minímos uns 5 dias;
- Falamos pelo menos umas 5.000 palavras a mais que os homens;
- Andamos de salto alto por um dia inteiro, mas sempre com elegância;
- Ouvimos sempre com a mesma atenção pela 10° vez a amiga que acabou de levar um fora, enxugamos as suas lágrimas e prometemos de pés juntos que aquilo tudo vai passar;
- Temos o privilégio de gerar seres tão pequeninos e perfeitos, filhos;
- Guardamos o papel de bala do primeiro encontro da adolescência no meio da agenda cor-de-rosa;
- Sorrimos quando queremos chorar;
- Temos cólicas infernais naqueles fatidícos 5 dias;
- Sufocamos, quando a vontade é mandar tudo a puta que o pariu;
- Compramos coisas que nem precisamos,só para nos sentirmos bem e bonita;
- Aceitamos as desculpas esfarrapadas daquele bolo que ele te deu em uma sexta-feira a noite, quando o que você mais queria é que ele ficasse do seu lado e te abraçasse;
- Nos sentimos o ser mais feliz do universo quando recebemos um buquê de flores sem motivo de comemoração;
- Agarra-se a idéia de que ele é diferente de todos que já passaram pela sua vida;
- Fica feliz só de saber que ele esta do seu lado;
- Chora quando tudo acaba;
- Jura nunca mais se envolver com o próximo idiota que cruzar o seu caminho;
- Chora sem parar durante uma semana, se entope de chocolate, não penteia o cabelo;
- Acha que um meteoro vai cair na sua cabeça a qualquer momento quando ele diz: - Tudo acabado!;
- Afirma convictamente que seu coração não vai mais aguentar outra desilusão;

Mas a maior e melhor possibilidade:
- Apesar de jurar nunca mais se envolver, de pensar que não vai mais aguentar e que sua vida teve um fim depois daquela "bota", você não resiste aquele moreno lindo e sarado te chamando pra sair.E coitado do pobre coração, vai ser posto a prova de balas sem colete de proteção!

domingo, 4 de abril de 2010

Quarenta e cinco do segunto tempo...

- A gente precisa conversar!
- Pode dizer amorzinho!
- Olha pra mim, nós precisamos conversar.
- Certo gatinha, estou olhando, pode dizer.
- Você esta olhando, mas não esta me vendo. Desgruda deste futebol maldito e ouve o que tenho à dizer! Será que existe a possibilidade de você fazer isso uma única vez pelo bem de nossa relação?
Longa pausa.
Mulher tem que entender que as palavras "relação, conversa e futebol", não devem ser proferidas quando o homem esta sentado no sofá em um domingo à tarde com a cerveja nas mãos vendo um clássico Corinthians x São Paulo.
É o momento de concentração do ser humano, deixa ele ser feliz...A relação vocês deixam pra depois, como tantas outras coisas vocês também tem deixado. Não existe culpado nessa história, vocês simplesmente perderam o tesão do inicio da relação, isso é triste, concordo.
Ele não repara mais quando você corta três dedinhos do comprimento do cabelo, ele não te beija mais quando acorda de manhã, ele não elogia mais quando você coloca aquele vestido vermelho que ele adorava quando tudo começou.
Você também já não dispensa mais meia hora de seu tempo fazendo aquela massagem quando ele chega estressado por que não conseguiu fechar aquele negócio na empresa, e também não é mais aquela mulher que o encantou sentando com os amigos dele e discutindo sabe sobre o que? Futebol.
Não diz mais que ele é o homem da sua vida, ele também já não diz que você será a mãe dos filhos dele, a velhinha que se sentará na cadeira de balanço na varanda da casa em sabe lá onde, mas seria um lugar tranquilo, pelo menos eram os planos.
E vocês se perguntam onde tudo se perdeu, onde foi parar aquele casal animado que dividiam, somavam e multiplicavam, onde foi parar a dupla infálivel, o abraço de manhã, a massagem anti-estress, as briguinhas bestas, o cíume sem causa, o melhor sexo do mundo?
Tudo se perdeu nos 45 do segunto tempo, com um chute na trave e dois corações partidos!

terça-feira, 30 de março de 2010

Não teria graça sem vocês!

Hoje recebi um email de uma amiga com a seguinte frase: "Se tem uma coisa difícil pra mim, enquanto mulher, é lidar com aquela coisa que fica atrás do pênis...Como é mesmo que se chama?Ah, sim: HOMEM!"
Achei muito engraçado, ri demais e claro, compartilhei com a mulherada da lista de contato,que imediatamente responderam com risinhos e concordando com a frase de Deus sabe quem.
Rolou uma leve discussão de que nós nunca vamos entender os homens, se tem uma coisa que mulher falaria o dia todo sem parar (isso por que já é o nosso normal), seria de homem. É bom falar mal, falar bem, chorar as mágoas, contar quantos tem na fila, sim meninos, existe fila e ela gira com catraca seletiva, bobeou vai pro final, sem direito a senha!
Depois de muitos emails trocados, parei pra refletir, realmente homem é uma peça complicada, peça com defeito...falam de menos, não se explicam e nos deixam confusas, aliás hobbie de homem é deixar a mulherada confusa. Em um dia se dizem capazes de nos dar o mundo, no outro nem o Acre ele sabe que existe, se soubessem como a gente fica maluca com essas coisas nunca as fariam.
Se soubessem como a ligação do dia seguinte é importante e tão esperada por 90% das mulheres que estão "na pista pra negócio", mas não, eles adoram complicar, ligam uma semana depois, ou, simplesmente não ligam e te deixam com a sensação de "fui mais uma na sua lista".
Homens, homens...seres tão complexos!
Mas sabe, seria humanamente impossível viver sem vocês, por que não existe coisa melhor do que se deitar no peito de um homem e ser aconchegada, não existe coisa melhor do que o cheirinho deles após o banho, porque é bonito quando vocês enrolam a toalha na cintura e saem com o cabelo pingando do banheiro, por mais que a gente odeie por que vai molhar o chão...a gente ama por que deixa com ar de menino travesso, por que a gente ama o olhar de desejo que nos lançam quando mostramos uma lingerie nova!
Nós não saberiamos viver sem vocês, definitivamente, e quer saber nós nem queremos!
Por que não teria graça nenhuma se nos arrumássemos toda e não tivesse quem apreciar, não teria graça nenhuma colocar um salto alto pra ficar com o bumbum arrebitado se não tivesse vocês pra olhar, e não teria graça nenhuma se passassemos perto de uma obra e não ouvissemos as cantadinhas bregas de pedreiro!
Me digam, que graça teria esse mundo sem esses seres tão complexos?
Eu não quero entendê-los nunca, sejam para sempre assim, um enigma pra mim e pra mulherada da minha lista de contatos!

domingo, 28 de março de 2010

Ainda te tenho aqui

Eu ainda tenho seu rosto pintado em meu coração, dançando em minha mente para me lembrar todos os dias que você esteve aqui.
Com você aprendi a não ter medo de mim, a não fugir da chuva, aprendi a te esperar no final do dia pra receber o seu abraço e ouvir que tudo estava bem!
E eu tenho seus beijos queimando em meus lábios, o toque das pontas dos seus dedos, seu cheiro no meu travesseiro.
O seu olhar ainda continua me perseguindo por onde quer que eu vá, pra onde quer que eu olhe, está lá. E eu sei que não tem como te afungentar da minha mente.
E eu acho que é inútil por que em cada parte de mim, ainda há uma parte de você!

sábado, 27 de março de 2010

Quem...

E ele lá distante fez juras de amor, disse nunca abandonar, viver junto para sempre, se é que para sempre existe!
Ela acreditando que tudo poderia ser como prometido, entregou seu coração e jurou amor eterno, se é que amor eterno existe!
Se amaram a distância e viveram um conto de fadas.E conto de fadas existe?
Até ciúmes um do outro existiu, tantos sentimentos, misturados com a ansiedade de olhar no olhos um do outro.Quando isso finalmente aconteceu, viram que talvez amor eterno nem existisse e conto de fadas, só mesmo em livros infantis.
Foi ai que se deram conta da ilusão vivida.Mas quem mais sofreu?
Ela é claro, somos o sexo frágil da relação, mas de tão frágil, somos fortes e transformamos grandes decepções em crescimento!
Quem mais aprendeu? Ela, por que amou verdadeiramente, e isto é sublime, acreditou no que foi dito, e dar um voto de confiança ao próximo, é ser superior.
Me perguntem quem chorou e se sentiu desprotegida?Ela!
Quem pediu colo para as amigas e desabafou e pensou que a dor nunca ia passar?Quem preferiu calar ao invés de falar, que xingou e se sentiu enganada?Ela.
Ela pode ter perdido, pode ter chorado e se magoado, afinal quem nunca perdeu um "amor". Mas a tempo percebeu que ele foi importante, por um tempo determinado e como tudo na vida, ele passou...Recomeçar é sua palavra agora. Mais forte? Sim. Aprendeu? Sempre. Experiência?Em dobro.
Agora me perguntem...Quem foi que perdeu?

quinta-feira, 25 de março de 2010

Medida exata!

Garçom me vê um amor. - Completo? Não, tira o medo, a insegurança, o mas, o porém, o contudo, todavia.Sou alérgica.Pode ser?
Tem certeza que isso seria amor?
Amor vem acompanhado de felicidade, de momento, de decisões, de abraços apertados, colo quentinho, cafuné no cocoruto, paciência na TPM.
Mas pode vir também com insatisfação, briga, saudade, choro e uma pitadinha de ciúme e ainda assim continua sendo amor.
Amor é servido para pessoas especiais e basta estar paradinha em algum lugar pra que ele te encontre, não é necessário pagar e nem se desesperar por ele, ele simplesmente vem quando chega a hora, nunca passa do ponto, nem cru e nem queimado, amor na medida exata!

terça-feira, 23 de março de 2010

Sei

Um dia quero ser a metade de alguém, aliás acho que não existe carne e unha, alma gêmea, metade de laranja igual cantou aquele tal de Fabio Junior.
Acredito que existam dois inteiros que se completam, é essa minha teoria, li isso em algum lugar e concordei!
Fiquei pensando, será que pra ser metade tem que ser perfeito?
Por que eu sou cheia de defeitos, acordo de mal humor e ele só volta depois de umas duas horas, adoro roer as unhas e tenho rinite!
Mudo de humor igual fase da lua, sou consumista, compulsiva e impulsiva, amo um dia e odeio no outro. Me chamam de volúvel, mudo feito estação, um dia sou inverno no outro sou verão. Mas não me leve a mal se eu mudo feito moda, se um dia sou pink e no outro preto total.
Na verdade me sinto uma roda gigante, mas a minha não gira sempre no mesmo lugar, ela voa por ai! Um dia tenho os pés no chão no outro estou nas nuvens.
É acho que definitivamente não sou perfeita, mas só sei que sei amar, sei mimar e sei fazer bolo de chocolate!
Sei dizer que amo, sei fazer cafuné e jogar videogame!
Sei que posso ser a metade imperfeita de um inteiro desconhecido.

quarta-feira, 17 de março de 2010

Voltando atrás

Abriria mão de tudo se você fizesse o mesmo por mim, abriria mão de tudo pra te ter aqui de novo e poder te dizer que você foi o melhor que me aconteceu até agora!
Largaria tudo só pra poder ver o seu sorriso novamente, pra amar você devagarzinho e esquecer do mundo.
Queria voltar atrás e poder te dizer tudo o que não te disse, prometer o que não te prometi, te dizer que você era amado.
Voltaria atrás e dessa vez não fugiria de nada, não fugiria do medo que as vezes eu sentia quando você me fazia tão feliz!
Te abraçaria mais, te beijaria mais!
Eu só queria uma chance pra falar, minhas verdades, meus receios...Tinha medo de ter alguém tão presente, que deixa a toalha molhada em cima da cama, que não ergue a tampa da privada, que me entende, que ri de mim, que faz planos para o domingo, que não entende de moda e usa All Star com camiseta do Metalica!
Mas eu queria você tão presente em minha vida que acabei perdendo, por medo de dizer tudo o que esse coração precisava botar pra fora!
Te guardei aqui, sem ter razão nenhuma outra qualquer, explicação nenhuma isso requer...eu só te quero aqui! Por que eu sinto saudade de bagunçar os seus cabelos, de te morder de brincadeira, de dividir meu suco de couve, de assistir um filme que você odiou,mas odiou quietinho só pra me agradar, por que eu amei!
Eu abriria mão de todos os meus conceitos, abriria mão de tudo...só não abro mão de te fazer feliz, por que eu sei que posso e sei que é tudo o que tenho de fazer AGORA!

segunda-feira, 15 de março de 2010

É isso...

Resolvi me reinventar, isso ai, vi essa palavrinha no dicionário e gostei dela!
Reinventar: "Criar algo a partir do que já existe, transformar a si, a algo ou outrem, transformar o cotidiano , sair da rotina".
Poxa esta ai uma coisa que eu gostaria de fazer, transformar o meu cotidiano, transformar as pessoas, sair da rotina, lançar mais uma tatoo, enfiar o pé na jaca sem me preocupar com que os outros vão pensar.
Sair da rotina, jogar tudo para o alto, quem sabe ir morar em Pasárgada, se Manuel Bandeira foi, só pode ser bom!
É que as vezes nos fechamos dentro do nosso próprio mundinho, cheio de regras que fizemos para nós e para o outro, cheio de não me toques e não me reles, com medo de que se fizermos algo novo, tudo vá para o brejo.
E se pararmos pra pensar só precisaríamos nos reinventar, ser o que sempre tivemos receio de ser.Mas e se não gostarem? Me desculpe meu amigo, mas neste momento não ando me importanto muito com a sua opinião.
E a palavra de hoje é reiventar, sem medo de ser feliz!

domingo, 14 de março de 2010

Borboletas

E aquele beijo acabou com a minha greve de "ficar só" para todo o sempre amém!
Chegou sutilmente, abriu os braços e eu me perdi neles, abriu seus lábios e nos seus beijos encontrei a minha paz, no seu carinho já sabia que estava completamente e irremediavelmente apaixonada!
Ah, é tão bom! Tem aquela sensação de borboletas no estômago, aquele frio que vai do dedão do pé até a pontinha do nariz...os sentidos ficam aguçados, o dia-a-dia muda, a gente fica mais "retardada", acha graça em tudo!Se arruma mais,compra lingeries novas, cremes, certo, ele nem repara, mas você compra mesmo assim, por que é compulsiva e usa sua nova paixão como pretesto pra comprar tudo o que vê pela frente com a desculpa de que ele adora lingerie vermelha e hidratante Victoria's Secret.
Mas sabe o que é melhor em estar apaixonada e ser correspondida? É não precisar se preocupar em acordar descabelada, é não ter medo de fazer uma mãnha ou outra, por que sabe que ele vai adorar te aconchegar!
É cozinhar pra ele aquele miojo que só você sabe fazer...(risos), é cuidar e ser cuidada, é fazer supresas e ser surpreendida! É dividir, é somar!
Estar apaixonada é bom demais mesmo jurando que se não der certo nunca mais vai querer sentir aquelas borboletas malditas no estômago!

sábado, 13 de março de 2010

Zerar

Eu estou aqui então diga pra mim o que aconteceu, viramos opostos feito óleo e água.
Um dia desses qualquer estavámos juntos.E agora?Dividimos planos, cama, mesa e banho.
Eu nem me lembro mais quanto tempo faz!
Certas coisas não tem sentido nem explicação pra acontecer.Dizem que sentimentos vão e vem, mas eu estou aqui, estarei aqui para quando você voltar, olhar nos seus olhos e tentar entender, o que aconteceu?
Quando foi que nos perdemos?
Quando foi que deixamos de ser aquelas duas pessoas de sorriso fácil e coração aberto?
Vamos zerar e recomeçar? Olha pra mim, sorria pra mim...só me diga que sim!

quarta-feira, 3 de março de 2010

Essas coisas de paixão

Bom, venho ouvindo diariamente de uma amiga o desabafo desesperado de quem esta apaixonada, ela jura de pé junto que não esta, veja só, negar a si mesma uma paixonite é complicado.Não diria que é paixonite, retiro o que eu disse acho que paixão é sempre paixão, é intensa e sei que a dela também é, e como é!!
O engraçado é a forma que vem acontecendo, um jogo de "quem vai passar no teste", ele maltrata, ela maltrata, ele duvida ela duvida muito mais. Ele some ela procura, ela some ele vem atrás pra reconciliar.
É uma paixão meio no limite sabe, daquela que quando se encontram sai faísca, mas quando esta longe não se suporta!
Obervando friamente ou na visão romântica deste ser que vos escreve, diria que estão perdendo o melhor do "ínicio" de uma relação, que é o conhecer, o apreciar, o olho no olho, a expectativa, a conversa, ou seja, o sabor da conquista. Querem coisa melhor do que a conquista inicial? Dizem por ai, que a gente tem que conquistar o parceiro todos os dias, mas eu acredito que seja impossível.
Surpreender sim, sempre que tiver uma brechinha, bumMMM...um belo dia ele chega e tu comprou aquelaaa lingerie e aprendeu uma performance no polidance (dizem que é moda e excita, então vamos lá!!).
Mas seria chato se tivessemos que conquistar uma pessoa todos os dias, seria entediante!!Já pensou todo o dia você acorda, coça a cabeça ou o saco e pensa:- Putz tenho que conquistá-la(o) hoje!!
Mas voltando a minha amiga, acredito que ela esteja perdendo tempo pensando e esquecendo de executar!Conquiste aquele homem, que é uma missão complicada eu sei, mas conquiste mesmo, e depois mantenha, seja fazendo um streaptease, uma performance maluca, mimando quando ele estiver doente, ou simplesmente...experimente amá-lo derepente até funciona!!

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Seu ex!

Quem foi a anta que inventou que ser amiga de ex seria possível?
Eu digo, impossível, ainda mais quando ainda tem um tum tum a mais dentro daquele órgão que chamamos de coração!
É, a gente sair com aquela pessoa que ainda somos perdidamente apaixonadas até quando ele esta com os cabelos bagunçados, só para tomarmos um "sorvetinho", não funciona...por que vamos ficar na torcida que depois do Sunday venha o beijo, que depois das fritas venha a pegadinha de leve na cintura, que depois do arroto do refrigerante, vocês acabem embaixo dos lençóis, fazendo aquele amor, que você acha que só ele sabe fazer. Quando na verdade se você parar de ser tonta e se desvincular deste ser chamado EX, você dobrará a esquina e encontrará um carinha com sorriso tipo Colgate que vai fazer o maior duplo carpado de pés nas costas que você já viu na vida minha amiga!
A grande sacada é desvincular, não digo ignorar a existência do serzinho, mas tentar viver em um mundo que não tenha mais a presença constante do figura entende? Por que a maior dor que pode ter é alimentar um sentimento que não tem mais volta, me diga óh raios, pra que se martirizar?
Acabou, acabou, bola pra frente que o Brasil é nosso, e esta cheio de garotinhos de sorrisos brilhantes que estão doidos pra acabarem com essa amizade "linda" que você fez com...como é mesmo o nome?? SEU EX!!

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Meu tom

Você diz que não sabe dançar...Mas eu te digo garoto, você sabe sim!
Você dança com os olhos quando olha nos meus, você dança com as mãos quando tocam as minhas, você dança com o corpo quando encontra com o meu.
Sim, você sabe dançar, dança aqui no meu coração, dança no meu pensamento, nos meus sonhos já é dançarino profissional.
Eu deixei você dançar na minha vida, não pude evitar!
Posso imaginar milhares de ritmos quando você me toca, quando sinto seu cheiro, cara, é minha valsa preferida, meu tango desvairado, um samba que estou aprendendo a sambar!
Você garoto, é a música da minha vida, meu tom desentoado, meu acorde descompansado.
Não há problema se você diz que não sabe dançar, por que você já é a música da minha vida!

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Matadeira

O que acontece dentro da gente quando sentimos saudade?
Já tentei muitas vezes explicar para mim mesma, mas ainda não descobri uma resposta.
Mas só posso dizer que saudade dói, é dói mesmo, como se você tivesse batido o dedinho do pé na quina da cama (eita dorzinha desgraçada).
A saudade dói tanto que as vezes pensamos que não vamos suportar aquela ausência. O cheiro, a risada, o abraço, as confissões, os bilhetinhos apaixonados, os emails, o sexo, aquele carinho nas mãos só como quem querendo dizer: - Eu estou aqui!
É saudade dói amigas, saudade da vontade de saber que ele estava ali te esperando em um lugar qualquer só pra te perguntar como foi o seu dia, saudade de quando ele ligava só pra ouvir a sua voz.
Saudade matadeiraaa!
É mas depois de um certo tempo, toda aquela dorzinha se transforma em um sei lá o que meio sem razão...e sobra somente aquilo como já dizia Renato Russo: - Aonde esta você agora, além de aqui dentro de mim?!

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Eita dor!

Por que mulheres só sabem reclamar?Reclama que esta gorda, que o cabelo esta péssimo, que ganha pouco, que não tem uma transa daquelas a muitooo tempo, que levou um fora, que só ama quem não esta nem ai, que só atrai cara cachorro.
Reclama tanto que acredito que Deus as vezes se arrepende de ter nos criado, acho que ele não imaginava que seriamos tão complicadas!
Cara, olha pra você, será que não esta na hora de levantar esta cabeça, sacudir essa poeira, estufar o peito e dizer: - Eu posso, eu sou maior do que qualquer problema!
Pensa, se Deus permiti que coisas "ruins" aconteçam em nossas vidas é por que ele também sabe que seremos capazes de resolver nossos problemas, que somos capazes de fazer uma dieta pra deixar de ser gordinha, que podemos arrumar um bom cabelereiro para resolver problemas capilares. Sabe também, que quando aprendermos a nos amar, aparecerá aquele tal bofe dos seus sonhos!
Mas primeiro, AME-SE!
Já pensou que muitas dores que você tem hoje dentro desse coraçãozinho, foi você mesma que cultivou?É, você!!
Começou assim:Primeiro calou-se quando precisava falar, abaixou a cabeça quando precisava ir a luta, desistiu de um amor quando precisava brigar por ele, obedeceu quando deveria questionar.
Qual a frustração que você leva ai?Qual é a dor que você cultiva? E por que óh raios, decidiu fazer dessa dorzinha, sua eterna companheira?
Experimente soltar um belo FODA-SE para tudo que causou essas dores!
E saiba que, por maior que seja essa dorzinha chata, toda dor é inútil e não vai acrescentar absolutamente nada em sua vida!

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

É real!

A noite foi longa, quase que você não pegou no sono e quando finalmente dormiu, seu sonho (ou pesadelo) foi invadido por aquele par de olhos.Mas doloroso mesmo foi acordar e não ter ele do seu lado,você caminha até o guarda-roupa e abre devagar, parece que o bicho-papão vai pular de lá de dentro, mas o que você vê te dói mais do que se um zumbi tivesse comido o seu cérebro.As roupas não estão mais lá, sobrou um espaço do que era seu e dele!
E dói demais, mais do que bater o dedinho na quina da cama, dói a ausência do cheiro, do corpo, do abraço, das crises de ciúmes.
Volta pra cama, quem sabe aquilo tudo não passa de uma brincadeira de mal gosto, a noite passada não existiu, o adeus foi uma farsa, ele vai chegar no mesmo horário de sempre e vai te dar o abraço de sempre, com o perfume de sempre e vai dizer que sentiu saudades, sim sim, ele vai voltar, é só contar até dez e fechar os olhos bem apertadinhos igual fazia quando sentia medo do escuro. Quando você abrir os olhos tudo vai estar como foi a 24 horas atrás.
Puf, você abre os olhos e nada mudou,tudo igual, ou nada igual!
O vazio esta ali no seu coração, como o vazio que ele deixou no guarda-roupa, na cama, no banheiro, na garagem, nos seus braços e na sua vida!